Um amigo brasileiro que vive há anos em Nova Iorque, me enviou a poesia abaixo, por si só explicativa:

MANDEM ALGO DO BRASIL

Por Jonas Rabinovitch

Depois do Sandy, muitos amigos do Brasil ofereceram apoio perguntam se quero que mandem algo de lá…

Penso que eles poderiam mandar os sorrisos, o jeitinho, a umidade do ar

Mandar um pouco da bagunça, caldo de cana, jaboticabas,
um por do sol com aplauso

Mandem o sol, o azul do céu, o cheiro do mar

Mandem carinho e saudade que não existem em outras linguas ou lugares

Deixem o sabiá gorjeando por aí mas mandem as palmeiras
Goiabeiras, jaqueiras, mangueiras, salgueiros

Voces poderiam mandar também aquele verde intenso, aliás, as cores todas intensas
A luminosidade, a perplexidade, a espontaneidade

Deixem por aí o cinza da cidade, já há tanto por aqui….
Não mandem aqueles políticos que roubam a gente
Depois da enchente

Mandem as piadas e o espírito das piadas
Mandem aquelas coisas que não dão para explicar
Mandem tudo e não mandem nada
Vão e voltem abençoados pela estrada.

Meu romantismo de mão dupla mascarado
Pela ilusão de quem nunca foi assaltado
Mandem a noção do tempero, o açucar no café, mandem a própria fé
E tragam sempre, na bagagem do coração
O contrário do não
E aquilo que faz o Brasil ser o que ele é.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s