NOTA DA BANCADA DO PARTIDO VERDE

ASSASSINATO ÍNDIO GUARANI-KAIOWÁ

 

É com pesar que o Partido Verde recebe a notícia da morte de mais um índio Guarani-Kaiowá. O crime ocorreu no sábado, dia 16/02. Um garoto de 15 anos, Denilson, morador da aldeia Tey’ikue, na área indígena Caarapó (Mato Grosso do Sul), foi assassinado por um fazendeiro da região.

Consta que a morte aconteceu porque o garoto teria “invadido” as terras do fazendeiro, que reagiu matando-o. Os índios Guarani reivindicam essas terras como sendo suas tradicionalmente. E estudos antropológicos apontam neste sentido. Apesar dessa divergência, não existe justificativa humana para se matar um garoto somente porque estaria transitando numa terra que não seria dele.

O Partido Verde defende o urgente reconhecimento e a demarcação dos territórios indígenas para dar fim aos conflitos de terra na região e no país. Não se admite que, em pleno século XXI, os conflitos de propriedade se resolvam através das armas.

Ao tempo em que lamenta o ocorrido, o Partido Verde solicita ao Poder Público que adote as devidas providências na apuração do crime e punição do responsável pelo ato. Também solicita providências para que haja um desarmamento na área. E, finalmente, pede ao Poder Público para agilizar as ações com o objetivo de promover a imediata demarcação das terras indígenas dos índios Guarani Kaiowá, pois somente assim conflitos do gênero terão fim.

 

     Brasília, 21 de fevereiro de 2013.

 

 

 

BANCADA DO PARTIDO VERDE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s