Inova Energia terá R$ 3 bilhões para estimular fontes alternativas e eficiência no consumo

Recursos  são do BNDES, Aneel e Finep

O desenvolvimento de soluções para a produção e o consumo eficiente de eletricidade terá um investimento de R$ 3 bilhões, no âmbito do Plano de Apoio à Inovação Tecnológica no Setor Elétrico – Inova Energia- lançado nessa segunda-feira (1º) durante o Fórum da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee Tec 2013), em São Paulo. O Inova Energia irá fomentar empresas e tecnologias brasileiras da cadeia produtiva de redes elétricas inteligentes, energia solar e eólica, veículos híbridos e eficiência energética veicular.Do total previsto, R$ 600 milhões serão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), R$ 1,2 bilhão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e R$ 1,2 bilhão da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). A atuação conjunta dos três órgãos propiciará maior coordenação das ações de fomento à inovação e uma melhor integração de instrumentos de apoio à pesquisa, ao desenvolvimento e à inovação disponíveis para o setor de energia, uma das áreas fundamentais para o crescimento do país. 

As empresas selecionadas terão crédito em condições diferenciadas, com subvenção econômica e financiamento não reembolsável para pesquisas realizadas em Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs). Os planos de negócios devem contemplar atividades de pesquisa, desenvolvimento, engenharia e absorção tecnológica. Poderão participar da seleção empresas brasileiras que tenham interesse em empreender atividades de inovação, bem como em produzir e comerciar os produtos e serviços resultantes dessa atividade. 

Parcerias – Para possibilitar o desenvolvimento de soluções completas no âmbito das linhas temáticas do Inova Energia, a formação de parcerias entre empresas e entre empresas e ICTs será estimulada. As parcerias deverão contar com uma empresa-líder, que necessariamente deverá ser uma empresa independente ou pertencente a grupo econômico que possua receita operacional bruta igual ou superior a R$ 16 milhões ou patrimônio líquido igual ou superior a R$ 4 milhões no último exercício. 

Para projetos de redes elétricas inteligentes (smart grids), as empresas concorrentes devem apresentar também carta indicativa de interesse emitida por empresa concessionária do setor de energia elétrica.

Mais detalhes estão no edital de chamada pública do Inova Energia, disponível aqui.

Habilitação provisória ao Inovar-Auto é prorrogada por dois meses

As empresas habilitadas no Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores (Inovar-Auto) tiveram sua habilitação provisória prorrogada por dois meses, até 31 de maio. A alteração do prazo original, anteriormente até 31 de março, foi publicada no Diário Oficial dessa segunda-feira (1°).

O Inovar-Auto faz parte das medidas do Plano Brasil Maior para fortalecimento da indústria nacional. O objetivo do regime é apoiar o desenvolvimento tecnológico, a inovação, a segurança, a proteção ao meio ambiente, a eficiência energética e a qualidade dos veículos e das autopeças.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s