Esgoto em Dubai

00
Os grandes edifícios de Dubai não tem sistema de esgoto. Burj Khalifa tem precário método para levar os dejetos do edifício até as usinas de tratamento.
Quando olhamos as grandiosas imagens da cidade de Dubai e do Burj Khalifa, um dos maiores prédios do mundo, a impressão que fica é de uma cidade extremamente luxuosa e cosmopolita. Porém, o município localizado nos Emirados Árabes Unidos enfrenta um grande problema de infraestrutura: a falta de um sistema de esgoto para suprir seus grandes edifícios.
The International Herald Tribune
A supermetrópole do deserto
Segundo Kate Ascher, autora do livro The Heights: Anatomy of a Skyscrapper, que explora o mundo dos grandes arranha-céus, a solução é utilizar caminhões para retirar as quase 15 toneladas de esgoto produzidos todos os dias no Burj Khalifa. Todos os dias, dezenas de veículos do tipo são carregados com os dejetos e seguem para usinas de tratamento de esgoto, onde aguardam em filas para entregar sua fedorenta carga.
O mesmo vale para todos os outros prédios da cidade, afirmou Ascher em entrevista ao programa de rádio americano Fresh Air. Ela conta também que os caminhões de esgoto chegam a ficar mais de 24 horas aguardando a vez para descarregar e, na maioria das vezes, precisam retornar diretamente ao Burj Khalifa para coletarem. Veja a quantidade de caminhões em fila no vídeo.
Comentário do Jornal dos Amigos

Pesquisamos na Internet em encontramos um número: 4 mil, isso mesmo, 4 mil caminhões que podem fazer despejos em buracos no deserto ou no mar. Além disso, existe o problema de distribuição de água. Os níveis de salinidade do golfo aumentaram de 32.000 para 47.000 partes por milhão em 30 anos. Esse número é suficiente, afirma Christophe Tourenq, pesquisador do World Wildlife Fund em Dubai, para ameaçar os mangues, a fauna e a vida marinha local. Como tudo que nos cerca está ligado à Teoria dos Sistemas Gerais, é preciso um esforço da engenharia ambiental para resolver não só o problema de esgotos, mas solucionar outros, como abastecimento de água e alimentos. É um desperdício jogar esgoto fora. Esse poderia ser aproveitado para tornar áreas férteis no deserto. Poderia ser feita a coleta dos resíduos por meio de tubulação, como é feito no mundo civilizado, bombeado até uma área do deserto, em que haveria estação de tratamento e compostagem. Daí então estaria disponível para os novos agricultores do deserto. Claro, água teria que ser levado para essas áreas cultiváveis e seriam águas servidas. A compostagem seria feita com resíduos de lixo e com importação de alguma terra. Mas isso não é problema para quem tem dinheiro sobrando…


Jornal dos Amigos
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s