Fotógrafo captura ondas de lixo na Indonésia

Publicado em 9 de novembro de 2013

Local Indonesian ripper, Dede Suryana, dodging a hefty lip and the unfortunate byproduct of human beings. Photo: Noyle

Local Indonesian ripper, Dede Suryana, dodging a hefty lip and the unfortunate byproduct of human beings. Photo: Noyle

Por Gabriela Aoun
Traduzido por Natalie Andreoli, Global Garbage Brasil

Ondas por vários dias. Lixo por toda a eternidade. Isso é o que o fotógrafo Zak Noyledescobriu em uma recente viagem à Java, na Indonésia. As ondas de Java, que sempre foram conhecidas por serem imaculadas e tubulares, estavam agora rolando ondas de lixo e detritos repugnantes.

De acordo com a GrindTV, Noyle estava filmando um surfista indonésio, Dede Surinaya, em uma baía remota quando ele e Surinaya descobriram que a água estava coberta por lixo. A baía estava a quilômetros de qualquer cidade, mas fortes correntes tinham levado o lixo da ilha mais povoada do mundo, Java, para suas águas que já foram puras.

“Foi uma loucura. Eu ficava vendo os pacotes de macarrão flutuando perto de mim”, disse Noyle à GrindTV. Foi muito desagradável estar lá, eu ficava pensando que iria ver alguma espécie de cadáver, com certeza.”

Além do mar de plástico, grandes objetos como troncos de árvores estavam sendo lançados dentro das ondas.

A Indonésia, um país formado por mais de 17.000 ilhas, sofre de um problema terrível de lixo que está poluindo suas águas. Alguns dos centros de população têm pouca ou nenhuma infraestrutura de coleta de lixo, fazendo com que a população local descarte seus resíduos na rua ou em leitos de rios, o que depois, inevitavelmente, é levado pelas águas para o mar.

Bede Durbide, all style in the tube. Photo: Noyle

Bede Durbide, all style in the tube. Photo: Noyle

Muitas vezes, a única outra opção de descarte que os indonésios têm é queimar seu lixo. A incineração de resíduos gera igualmente danos nocivos (embora menos visíveis) ao meio ambiente. De acordo com a Aliança Global para Alternativas à Incineração (“Global Alliance for Incinerator Alternatives“), os subprodutos da queima de resíduos “produzem uma variedade de emissões tóxicas para o ar, água e terra, que são fontes importantes de uma série de poluentes poderosos. Muitas dessas toxinas entram na cadeia alimentar.”

Moradores de grandes centros populacionais são muitas vezes aqueles que descartam indevidamente seu lixo, que é levado por tempestades e correntes para as praias e ilhas, que a maioria dos moradores nunca sequer viram. “Há pouca consciência cultural quando se trata de lixo”, segundo a revista Time.

Mas Anna Cummins, co-fundadora da 5 Gyres, uma organização sem fins lucrativos que navega o mundo pesquisando a poluição do plástico, disse ao jornal The Huffington Postque a falta de consciência nem sempre é a culpada. “Nós conhecemos muitas pessoas que gostariam de fazer a coisa certa, mas simplesmente não têm acesso a uma coleta/eliminação de resíduos básica. O cheiro de plástico queimado está sempre presente. A justaposição da incrível beleza natural com a frustrante poluição em Bali foi devastador.”

Não importa de quem é a culpa, os efeitos são sentidos por quem mora ou visita a Indonésia. Mark Lukach, um escritor do site de surf The Inertiadescreveu a primeira vez que visitou a ilha de Lombok.

“Minha fantasia de infância foi lamentavelmente arruinada”, escreveu ele. “Eu não conseguia acreditar. Lixo no lineup[1]. E não é qualquer lineup. Um lineup muito além da minha imaginação – o lineup perfeito … estragado por lixo”.

Publicado em 10/08/2013 | Atualizado em 13/09/2013
The Huffington Post

[1] Nota do tradutor: Lineup é o local onde os surfistas se alinham dentro do mar, à espera das ondas.

GLOBAL GARBAGE
Lixo.com
(Enviada por Fabiano Barreto)

Anúncios

Uma resposta para “Fotógrafo captura ondas de lixo na Indonésia

  1. O saneamento ambiental deve ser uma política global com metas e prazos para serem cumpridos sob pena de embargos retaliações ou qualquer outra ação. Mas é preciso também rever o alicerce da economia capitalista que impulsiona cada vez mais o consumo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s