BLOGS |Sustentável na Prática

Afonso Capelas Jr. – 23/11/2013 

HIGH_LINE_OK_3

O inusitado High Line Park, aquele delicioso parque linear que os nova-iorquinosplantaram sobre os trilhos de uma antiga via férrea abandonada, agora vai ganhar algo ainda mais insólito, mas divertido e saudável: uma floresta urbana que será cultivada em uma enorme tigela, um caldeirão de ar fresco e limpo.

A ideia dos criadores, os arquitetos e paisagistas James Corner e Ric Scofidio, é que os freqüentadores do High Line sintam-se realmente imersos em uma floresta e em contato com a natureza quando estiverem dentro do grande e pitoresco arcabouço circular. Esse espaço de convivência terá toda uma estrutura para tornar a visita confortável, com bancos para descansar e contemplar o verde, além de banheiros públicos.

O High Line Park corta a metrópole norte-americana a oito metros de altura. Tem cerca de 2,5 quilômetros de extensão ao longo de 19 quarteirões no entorno, onde estão, desde 2009, charmosos jardins com espreguiçadeiras, guarda-sóis e uma pista para caminhadas.

TIGELAO_OK_3

O parque linear suspenso é um projeto que se tornou realidade pelas mãos dospróprios moradores da cidade norte-americana. O “tigelão” de Nova Iorque será a última etapa na sua efetiva implantação. Os paulistanos sonham ver algo semelhante instalado ao longo do Minhocão, viaduto que serpenteia a capital paulistana, do qual a prefeitura pensa em implodir definitivamente.

Os nova-iorquinos – e de resto a maioria dos norte-americanos que vivem nas grandes cidades – já sabem o quão benéfico é deixar o verde tomar conta das ruas. Fato que agora os cientistas do Serviço Florestal dos Estados Unidos comprovaram. Eles andaram a pesquisar o efeito que as florestas urbanas têm sobre os moradores dasmetrópoles. A pesquisa foi realizada em dez cidades daquele país, incluindo São Francisco, Chicago, Los Angeles, Boston e a própria Nova Iorque.

Chegaram à conclusão de que essas florestas encravadas no caos urbano estãosalvando ao menos uma vida a cada ano nesses lugares. Não só porque conviver entre as árvores traz bem-estar emocional pela mera contemplação. É que elas também ajudam a reduzir a poluição atmosférica ao retirar do ar material particulado finíssimo e quase imperceptível, mas extremamente prejudicial à saúde humana. Sãosubstâncias que podem causar de inflamações pulmonares e ateroscleroses atéproblemas cardíacos graves, reduzindo o tempo de vida das pessoas.

Não por coincidência, Nova Iorque é a cidade onde foi encontrada a melhor relação custo-benefício nessa convivência entre árvores e cidadãos: lá, as pequenas, mas valiosas florestas como as que estão no High Line Park conseguem salvar uma média de oito pessoas a cada ano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s