Pacificação nas comunidades de Macaé será acompanhada de projetos nas mais diversas áreas

Prefeitura prepara ações no campo da saúde, social, esporte e cultura

 (photo: )

 

A pacificação das comunidades de Macaé, à luz do projeto desenvolvido nas favelas do Rio de Janeiro, já é uma realidade. A ideia saiu do papel e deve ser implantada em breve. Os três módulos padrão para Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) serão implantados na Nova Holanda, Nova Esperança, Malvinas e Ilha Leocádia. Em todo o país, muito se discute acerca da pacificação nas comunidades dominadas pela violência e o tráfico de drogas. Muito já se foi falado também sobre o que precisa ser feito quando a figura do policial sai da comunidade, deixando para trás um rastro de problemas como falta de saneamento, lazer, saúde e segurança. O que todos sabem é que apenas a presença da polícia não garante à população, sobretudo aos jovens, um futuro longe da criminalidade. Diversos sãos os exemplos em que bandidos tentam retomar o controle do local de onde foram expulsos, causando transtornos à população.

Em Macaé, em paralelo ao projeto semelhante ao das UPPs, a prefeitura pretende realizar a pacificação social como forma de assegurar a consolidação do processo de segurança pública. O objetivo é promover a cidadania e o desenvolvimento social, econômico e efetivar a integração plena dos moradores com as demais áreas do município. Para isso, foram elaborados diversos projetos com a participação de vários órgãos do governo municipal. Um destes projetos é o Voz dos Bairros, cujo objetivo é fomentar a articulação e criação de ações efetivas de prevenção, proteção e redução de danos ao uso abusivo de drogas. Outro projeto a ser implantado é o que visa a redução de danos na atenção básica. A proposta é preparar melhor os profissionais de saúde para o acolhimento, atendimento e encaminhamento de usuários abusivos e dependentes químicos, promover a prevenção ao uso de tabaco, álcool e outras drogas nas comunidades assistidas através de educação permanente, além da realização de atividades educativas em praças. Na área de saneamento, uma das medidas implantadas será a execução de serviços de limpeza de fossas e desobstrução de redes para atender as condições necessárias à higienização das moradias conforme a Política Municipal de Saúde Pública. No campo do desenvolvimento social, o objetivo é desenvolver um trabalho protetivo, proativo e preventivo junto às famílias, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida através dos CRAS – Centro de Referência da Assistência Social. No setor cultural, serão implementados polos culturais nas comunidades pacificadas e entorno, com apresentações artísticas nas comunidades pacificadas. Para a área de Mobilidade, estão previstas a remoção de veículos abandonados em vias públicas e terrenos baldios, além de elaboração de projeto de circulação viária dos bairros.

Também serão implantados cursos de prevenção e combate a incêndios, primeiros socorros, inglês, além de Programas de Iniciação e Desenvolvimento Esportivo (Futebol, Futsal, Basquetebol, Voleibol, Handebol).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s