TIRA-GOSTO – O noticiário bem-humorado de Marcelo Quaresma.

DIÁRIO DE CAMPANHA – 6 A 26 DE OUTUBRO – 2º TURNO

06/10 – Nesta segunda-feira, a ida improvável do tucano Aécio Neves (PSDB) ao 2º turno fez a Bolsa de Valores subir 4,72% em um dia ou 72,3% da inflação de 6,5% dos últimos 12 meses… Se o mercado financeiro gostou, os trabalhadores devem gostar também?…

 07/10 – Recordar é viver… Nesta terça-feira, vamos lembrar alguns trechos da entrevista de Armínio Fraga à Folha de São Paulo, em 13 de Abril de 2014. Armínio foi diretor do Banco Central com Fernando Collor de Mello (1991-1992) e presidente do Banco Central com o tucano FHC (PSDB), entre 1999 e 2002, e é o líder da assessoria econômica da campanha do tucano Aécio Neves (PSDB), de quem, em um possível futuro governo (2015-2018) seria o Ministro da Fazenda. 

1 – “Há uma inflação alta, em torno de 6%”… E o que será que Armínio achava da inflação quando estava à frente do Banco Central?… Na época, o INPC foi de 8,4%, em 1999; 5,2%, em 2000; 9,4%, em 2001; e 14,7%, em 2002. E o governo FHC dizia que a inflação acabou. Agora, 6,5% é inflação alta. 

2 – Sobre a Petrobrás: “O governo vem asfixiando o fluxo de caixa da empresa”… Segundo Armínio, o Governo não vem aumentando o preço dos combustíveis e a solução é aumentar os combustíveis. 

3 – “O Brasil tinha que ter como objetivo juros de BNDES para todo mundo. Ou seja: ter juros mais normais no Brasil”… Segundo Armínio, os juros atuais são anormais: 10,9% ao ano (taxa Selic). Com ele à frente do Bacen, 1999 terminou com a Selic anual em 19,0%; 2000, em 15,7%; 2001, em 19,0%, de novo; e 2002, em 24,9%. Atualmente, a TJLP do BNDES está em 5% ao ano. 

4 – “Não tenho um programa pronto aqui para discutir”. Se o programa não está pronto em 2014, ficará pronto em 2015. Ou seja, primeiro, você dá o voto, depois, você vê no que vai dar. 

5 – “O próprio Aécio falou que está disposto a tomar medidas impopulares. Mas o que ele não falou é que o custo de tomar as medidas impopulares é muito menor do que o de não tomar”. O Tira-Gosto adverte!… Medidas impopulares são aquelas das quais o Povo não gosta. E o Povo somos nós! 

6 – “O Bolsa Família não consome tanto dinheiro assim. Às vezes, fazem ameaças: dizem que vão acabar com o Bolsa Família. Isso é um absurdo”… Quem diria, os tucanos passaram a gostar do Bolsa Família! 

7 – “O crescimento vem de mais investimento em capital e de mais produtividade. E quem é o grande participante da economia? O Estado”… Tradução: o Estado dá mais Capital para os empresários e os empresários dão mais Trabalho – e menos salário – para os trabalhadores… Produtividade, é isso aí! 

8 – “Demanda não basta. É preciso oferta: mais produção, mais investimento”. Tradução: demanda, que é o poder aquisitivo do consumidor, o salário, não tem muita importância. Importante é a produção, industrial, e mais investimento, para o empresário. Menos crédito para a demanda, nóa, e mais para a oferta, eles. 

9 – “A China tem uma preocupação com o emprego, mas só um regime autoritário pode fazer o que eles fizeram”… Como o Brasil não é um regime autoritário, se Ministro da Fazenda, Armínio não fará o que a China fez: se preocupar com o emprego. 

10 – “O Plano Real tirou o País do caos. Depois veio a reforma do Estado. O Estado no Brasil fazia coisas demais. Estava envolvido em siderurgia, tinha presença maciça no setor financeiro, com bancos estaduais. Houve essa guinada e a decisão de Fernando Henrique foi focar em Saúde e Educação”… Ah, entendi! No Brasil, por causa dos recursos das privatizações de FHC, a Saúde e a Educação viraram essa maravilha que temos no país. Que foco, hein, FH? 

11 – “Eu penso que não há nada mais saudável do que a concorrência”… De preferência, tirando o Estado da concorrência, com as privatizações. E, de preferência, a preço de banana. 

12 – “O salário mínimo cresceu muito ao longo dos anos. Mesmo as lideranças sindicais reconhecem que, não apenas o salário mínimo, mas o salário em geral, precisa guardar alguma proporção com a produtividade, sob pena de engessar o mercado de trabalho”… Armínio acha que 724 reais por mês é um espetáculo. E o de quem ganha mais que o salário mínimo, nem se fala. E que só pode haver emprego se o salário for mais mínimo que o atual mínimo. Os empresários agradecem essa lógica… E será que os sindicalistas reconhecem mesmo que os salários, mínimos ou não, cresceram muito? 

13 – “Sou a favor da independência do Banco Central. A definição das metas ficaria com o governo e deveriam ser de longo prazo para não ficarem expostas aos ventos do círculo político”… Se o Bacen ficar independente do Governo, ficará dependente de quem?… Que tal do mercado, dos empresários e dos banqueiros?… E se não fica exposto aos ventos políticos, que tal dos ventos econômicos do mercado?…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s