DAS LÁGRIMAS DA LUA APAIXONADA NASCE O RIO AMAZONAS!

LOGO RAPHAEL TRANSPARENTE1

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

NIT PORTAL SOCIAL ARTIGO: DAS LÁGRIMAS DA LUA APAIXONADA NASCE O RIO AMAZONAS!

Muitas são as histórias que envolvem a Amazônia e seu povo, entre elas as lendas que são passadas de pais para filhos e que contribuem para que o folclore brasileiro seja um dos mais ricos do mundo! Algumas histórias causam medo outras mexem com nossas emoções por falar de amor! A prova disto é que em 1970 o Grupo Recreativo e Escola de Samba Portela, uma das mais tradicionais escolas de samba do carnaval do Rio de Janeiro, levou para a avenida o enredo Lendas e Mistérios da Amazonascantando em prosa e verso a riqueza do folclore desta região do Brasil.
É o caso da lenda de origem do Rio Amazonas, a maior bacia hidrográfica do mundo com cerca de um quinto do fluxo pluvial do planeta. Ele nasce do rio Apurímac (Cordilheira dos Andes) no sul do Peru, e desagua na outra extremidade do continente, no oceano Atlântico.

Enquanto você se delicia com o artigoescute o samba enredo interpretado por Chico Buarque de Holanda acessando o linkhttp://goo.gl/e9Jjwg
E assim conta a história:

Há muitos anos, moravam na selva amazônica dois noivos apaixonados que sonhavam ser um casal. Ela vestia-se de prata e seu nome era Lua. Ele vestia-se de ouro e o seu nome era Sol. Lua era a dona da noite e Sol era dono do dia.

Havia um obstáculo para a namoro de ambos. Se eles se casassem o mundo se acabaria. O ardente amor de sol queimaria a terra toda. O choro triste da Lua toda a terra afogaria.

Apesar de apaixonados, como poderiam se casar? A Lua apagaria o fogo? O Sol faria toda a água evaporar? Apaixonados, se separaram e nunca puderam se casar.

Os noivos ficaram tristíssimos. A Lua, de prata e o Sol, de ouro.

No desespero da saudade, a Lua chorou durante todo um dia e uma noite.
Suas lágrimas escorreram por morros sem fim até chegar ao mar. Mas o oceano, bravio, não queria aceitar tanta água. A sofrida lua não conseguiu misturar suas lágrimas às águas salgadas do mar e foi assim que algo estranho aconteceu.
As águas formadas com as lágrimas da lua escavaram um imenso vale, onde também muitas serras se levantaram.

Um imenso rio apareceu inundando vales, florestas e lugares sem fim. Eram as lágrimas da lua, que de tanta tristeza, formaram o rio Amazonas, o rio-mar da Amazônia.

E como sempre fazemos indicaremos aqui o  “Contador de Histórias” que através do projeto Pólen,  visa trabalhar os valores populares, a cidadania, a dignidade e a importância da preservação ambiental.

Tudo é feito com a apresentação de  um espetáculo de teatro, que reúne histórias genuinamente brasileiras com cânticos populares interagindo todo o tempo com a platéia. O Projeto se apresenta em escolas, hospitais etc.

“São poucos os que sentam para ouvir histórias. São poucos os que se dedicam a contar histórias. Por serem poucos, são raros e necessários.”

Inajá Martins de Almeida

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores
http://www.nitportalsocial.com.br